17 dezembro 2012

Ribeiro da Pena

Nikon * 17-50mm * F16 * 0.62s * tripé * filtro polarizador


Na última sexta-feira o dia foi de chuva e obviamente os rios e ribeiros iriam aumentar o seu caudal, o dia seguinte se a meteorologia o permite-se seria perfeito para registar pequenas quedas de água e foi de facto. Pela manhã agarrei no equipamento e fui fazer uma caminhada pelo percurso que liga a aldeia da Pena a Covas do Rio, na serra de S. Macário. O percurso é conhecido onde "o morto matou o vivo", uma história que ao que consta é verdadeira e deveu-se  à queda de um homem que juntamente com outros carregavam um caixão com um defunto, o qual caiu sobre o homem e o matou. Tal não admira, pois a descida é ingreme, vertiginosa e não é difícil escorregar. À parte desta história o local é de uma beleza deslumbrante, tanto de paisagem como de fauna e flora, entre escarpas rochosas existe este pequeno paraíso que vale a pena visitar e preservar. Lá somos acompanhados pelo som do deslizar da água nas rochas do ribeiro da Pena e do canto de variados passeriformes. É um local que pretendo explorar mais a fundo no futuro.

Sem comentários:

Enviar um comentário